28 de janeiro de 2010

A ONDA


A onda
a onda anda
aonde anda
a onda?
a onda ainda
ainda onda
ainda anda
aonde?
aonde?
a onda a onda

********************

27 de janeiro de 2010

Carisma - (grego khárisma, -atos, graça, favor)


Carisma: começa com "CA", Carol também começa com "CA"





É Fantástico !!!!!!

<


Será que esses leões comem palha?
É claro que não.
Mas, esse dia chegará.
Maranata!!

Isaias, cap. 11:


11 - 6 - Morará o lobo com o cordeiro, e o leopardo com o cabrito se deitará; e o bezerro, e o leão novo e o animal cevado viverão juntos; e um menino pequeno os conduzirá.

11 - 7 - A vaca e a ursa pastarão juntas, e as suas crias juntas se deitarão; e o leão comerá palha como o boi.



Louvado Sejas, meu Senhor
Francisco de Assis



Louvado sejas, meu Senhor
Com todas as tuas criaturas,
Especialmente o senhor irmão Sol,
Que clareia o dia
E com sua luz nos alumia.
E ele é belo e radiante
Com grande esplendor:
De ti, Altíssimo, é a imagem.
Louvado sejas, meu Senhor,
Pela irmã Lua e as Estrelas,
Que no céu formaste as claras
E preciosas e belas.
Louvado sejas, meu Senhor,
Pelo irmão Vento,
Pelo ar, ou nublado
Ou sereno, e todo o tempo,
Pelo qual às tuas criaturas dás sustento.
Louvado sejas, meu Senhor
Pela irmã Água,
Que é muito útil e humilde
E preciosa e casta.
Louvado sejas, meu Senhor,
Pelo irmão Fogo
Pelo qual iluminas a noite,
E ele é belo e jucundo
E vigoroso e forte.
Louvado sejas, meu Senhor,
Por nossa irmã a mãe Terra,
Que nos sustenta e governa
E produz frutos diversos
E coloridas flores e ervas.
Louvado sejas, meu Senhor,
Pelos que perdoam por teu amor,
E suportam enfermidades e tribulações.
Bem-aventurados os que as sustentam em paz,
Que por Ti, Altíssimo, serão coroados.

25 de janeiro de 2010

Gianna Jensen - Sobrevivente de um aborto

Cuidado, nossos políticos "progressistas" querem implantar o aborto no Brasil.A vida é um dom de Deus, só Ele pode dá-la, só Ele pode tirá-la.
Deus é o Senhor da vida é Ele mesmo que ordena : "Não matarás", mas também existem outras razões alem das religiosas e eticas em favor do nascituro.Vejamos
A personalidade humana começa com a concepção, sabemos disso desde 1839, tudo que aquele ser humano será já esta determinado desde a sua concepção.
A Declaração Universal dos Direitos do Homem afirma que “todo o indivíduo tem direito à vida” (artigo 3.º)
A mulher é dona do seu corpo, mas não é dona da vida. Ainda que o nascituro esteja temporariamente dentro do corpo de sua mãe, ele não é parte deste corpo
Estatisticamente 50 por cento dos abortos são de meninas, logo o aborto não é pró mulher.
Se a mãe pode matar o filho que está no seu ventre, também poderia matá-lo assim que fosse expelido, ou até bem mais tarde.....
O aborto é também um ato de intolerância para com os diferentes.Conheci uma gestante que disse-me em alto e bom som que faria o aborto se comprovado que ele teve rubeola na gestação, não quero um filho cego, surdo, ou com paralisia cerebral". Eu me afastei dessa mulher que proferiu essa ameaça ao próprio filho guardado no seu ventre.E pensava comigo mesma : E e mais tarde essa criança sofrer um acidente que a torne cega, surda paraplégica, será que ela a condenaria `a morte?
E por fim o aborto é contra a dignidade humana, e quem o pratica atenta contra o próprio Deus .
Vejam a triste e bela história de Gianna que sobreviveu ao envenenamento salinico.



24 de janeiro de 2010

O quarto da Carol - Verde e lilás




A hospede

http://4.bp.blogspot.com/__moMjcyeLMo/Stxfyo87frI/AAAAAAAAD_U/sPfBXFVs9Ig/s400/+o+pao+3.jpg http://4.bp.blogspot.com/__moMjcyeLMo/Stxfyo87frI/AAAAAAAAD_U/sPfBXFVs9Ig/s400/+o+pao+3.jpg

Não precisa bater quando chegares.
Toma a chave de ferro que encontrares sobre o pilar,
ao lado da cancela,
e abre com ela a porta baixa,
antiga e silenciosa.
Entra.
Aí tens a poltrona,
o livro,
a rosa,
o cântaro de barro
e o pão de trigo.

O cão amigo pousará nos teus joelhos a cabeça. ,
Deixa que a noite, vagarosa, desça.
Cheiram a relva e sol, na arca e nos quartos, os linhos fartos,
e cheira a lar o azeite da candeia.

Dorme.
Sonha.
Desperta.,
Da colméia nasce a manhã de mel contra a janela.

Fecha a cancela e vai.
Há sol nos frutos dos pomares. ,
Não olhes para trás
quando tomares o caminho sonâmbulo que desce.
Caminha - e esquece.,

(Guilherme de Almeida)


Você não me ensinou a te esquecer


Não vejo mais você faz tanto tempo
Que vontade que eu sinto de olhar em seus olhos
Ganhar seus abraços, é verdade eu não minto

E nesse desespero em que eu me vejo
Já cheguei a tal ponto de me trocar diversas vezes por você
Só prá ver se te encontro
Você bem que podia perdoar e só mais uma vez me aceitar
Prometo agora eu vou fazer por onde nunca mais perdê-la

Agora que faço eu da vida sem você ?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo que você se retirou e me atirou
E me deixou aqui sozinho
.
.
Agora que faço eu da vida sem você ?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer
E te querendo eu vou tentando te encontrar
.
.
E nesse desespero em que eu me vejo,
Já cheguei a tal ponto de me trocar
Diversas vezes por você só prá ver se te encontro

Você bem que podia perdoar e só mais uma vez me aceitar
Prometo agora vou eu fazer por onde nunca mais perdê-la
Agora que faço eu da vida sem você ?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer


E te querendo eu vou tentando te encontrar
Vou me perdendo buscando em outros braços seus abraços
Perdido no vazio de outros passos
Do abismo que você se retirou e me atirou
E me deixou aqui sozinho
.


Agora que faço eu da vida sem você ?
Você não me ensinou a te esquecer
Você só me ensinou a te querer

Cow parade - SP 2010

Frugal





A lingua


Há vários modos de matar um homem:
com o tiro, a fome, a espada
ou com a palavra
- envenenada.
Não é preciso força.
Basta que a boca solte
a frase engatilhada
e o outro morre
- na sintaxe da emboscada.

.
.
Affonso Romano de Sant’Anna
.

14 de janeiro de 2010

Ser Feliz



SER FELIZ

Ser feliz não é ter

um céu sem tempestades,

caminhos sem acidentes,

trabalhos sem fadigas,

relacionamentos sem decepções.

Ser feliz é

encontrar força no perdão,

esperança nas batalhas,

segurança no palco do medo,

amor nos desencontros.

Ser feliz não é apenas

comemorar o sucesso,

mas aprender lições

nos fracassos.

Ser feliz não é apenas

ter júbilo nos aplausos

mas encontrar alegria

no anonimato.

Ser feliz é reconhecer

que vale a pena viver a vida,

apesar de todos os desafios,

incompreensões e períodos de crise.

Ser feliz não é

uma fatalidade do destino,

mas uma conquista de quem sabe viajar

para dentro do seu próprio ser.


Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas

e se tornar um autor da própria história.

É atravessar desertos fora de si

e ser capaz de encontrar um oásis no recôndito da sua alma.

É agradecer a Deus a cada manhã pelo milagre da vida.

Ser feliz, é não ter medo

dos próprios sentimentos.

É saber falar de si mesmo.

É ter coragem para ouvir um “não”.

É ter segurança para receber uma crítica,

mesmo que injusta.

É beijar os filhos, curtir os pais!

É ter momentos poéticos com os amigos,

mesmo que eles nos magoem.


Ser feliz é deixar viver

a criança livre, alegre e simples

que mora dentro de cada um de nós.

É ter maturidade para falar:

“Eu errei”.


É ter ousadia para dizer:

“Me perdoe!”

É ter sensibilidade para expressar:

“Eu preciso de você”.

É ter capacidade de dizer “Eu te amo”.E, quando você errar o caminho,

recomece tudo de novo.

Pois assim você será cada vez

mais apaixonado pela vida.


E descobrirá que...

Ser feliz não é ter uma vida perfeita.

Mas usar as lágrimas para irrigar a tolerância.

Usar as perdas para refinar a paciência.

Usar as falhas

para esculpir a serenidade.

Usar a dor para lapidar o prazer.

Usar os obstáculos para abrir

as janelas da inteligência.


Dez Leis Para Ser Feliz"
de Augusto Cury


Assombros


http://marketa.blogspot.es/img/insomnio2.jpg

Às vezes, pequenos grandes terremotos ocorrem do lado esquerdo do meu peito.
Fora, não se dão conta os desatentos.
Entre a aorta e a omoplata rolam alquebrados sentimentos.
Entre as vértebras e as costelas há vários esmagamentos.
Os mais íntimos já me viram remexendo escombros.
Em mim há algo imóvel e soterrado em permanente assombro.

(Affonso Romano de Sant'Anna)

Sobre Deus



Alguém disse que gosta das coisas que escrevo, mas não gosta do que penso sobre Deus. Não se aflijam. Nossos pensamentos sobre Deus não fazem a menor diferença. Nós nos afligimos com o que os outros pensam sobre nós. Pois que lhes digo que Deus não dá a mínima. Ele é como uma fonte de água cristalina. Através dos séculos os homens tem sujado essa fonte com seus malcheirosos excrementos intelectuais. Disseram que ele tem uma câmara de torturas chamada inferno onde coloca aqueles que lhe desobedecem, por toda a eternidade, e ri de felicidade contemplando o sofrimento sem remédio dos infelizes.
Disseram que ele tem prazer em ver o sofrimento dos homens, tanto assim que os homens, com medo, fazem as mais absurdas promessas de sofrimento e autoflagelação para obter o seu favor. Disseram que ele se compraz em ouvir repetições sem fim de rezas, como se ele tivesse memória fraca e a reza precisasse ser repetida constantemente para que ele não se esqueça. Em nome de Deus os que se julgavam possuidores das idéias certas fizeram morrer nas fogueiras milhares de pessoas.
Mas a fonte de água cristalina ignora as indignidades que os homens lhe fizeram. Continua a jorrar água cristalina, indiferente àquilo que os homens pensam dela. Você conhece a estória do galo que cantava para fazer nascer o sol? Pois havia um galo que julgava que o sol nascia porque ele cantava. Toda madrugada batia as asas e proclamava para todas as aves do galinheiro: “Vou cantar para fazer o sol nascer”. Ato contínuo subia no poleiro, cantava e ficava esperando. Aí o sol nascia. E ele então, orgulhos, disse: “Eu não disse?”. Aconteceu, entretanto, que num belo dia o galo dormiu demais, perdeu a hora. E quando ele acordou com as risadas das aves, o sol estava brilhando no céu. Foi então que ele aprendeu que o sol nascia de qualquer forma, quer ele cantasse, que não cantasse. A partir desse dia ele começou a dormir em paz, livre da terrível responsabilidade de fazer o sol nascer.
Pois é assim com Deus. Pelo menos é assim que Jesus o descreve. Deus faz o sol nascer sobre maus e bons, e a sua chuva descer sobre justos e injustos. Assim não fiquem aflitos com minhas idéias. Se eu canto não é para fazer nascer o sol. É porque sei que o sol vai nascer independentemente do meu canto. E nem se preocupem com suas idéias . Nossas idéias sobre Deus não fazem a mínima diferença para Ele. Fazem, sim, diferença para nós. Pessoas que tem idéias terríveis sobre Deus não conseguem dormir direito, são mais suscetíveis de ter infartos e são intolerantes. Pessoas que têm idéias mansas sobre Deus dormem melhor, o coração bate tranqüilo e são tolerantes.
Fui ver o mar. Gosto do mar quando a praia está vazia da perturbação humana, Nas tardes, de manhã cedo. A areia lisa, as ondas que quebram sem parar, a espuma, o horizonte sem fim. Que grande mistério é o mar! Que cenários fantásticos estão no seu fundo, longe dos olhos! Para sempre incognoscível! Pense no mar como uma metáfora de Deus. Se tiver dificuldades leia a Cecília Meirales, Mar Absoluto. Faz tempo que, para pensar sobre Deus, eu não leio teólogos; leio os poetas. Pense em Deus como um oceano de vida e bondade que nos cerca. Romain Rolland descrevia seu sentimento religioso como um “sentimento religioso”. Mas o mar, cheio de vida, é incontrolável. Algumas pessoas têm a ilusão que é possível engarrafar Deus. Quem tem Deus engarrafado tem o poder. Como na estória de Aladim e a lâmpada mágica. Nesse Deus eu não acredito. Não tenho respeito por um Deus que se deixa engarrafar. Prefiro o mistério do mar… Algumas pessoas não gostam do que penso sobre Deus porque elas deixam de acreditar que suas garrafas religiosas contenham Deus…

Rubem Alves

5 de janeiro de 2010

O silencio (fragmento)

....
O silêncio, aprendo, pode construir.
É um modo denso/tenso - de coexistir.
Calar, às vezes, é fina forma de amar.
Affonso Romano de Sant'anna

Reflexivo (Affonso Romano de Sant'Anna)


O que não escrevi, calou-me.
O que não fiz, partiu-me.
O que não senti, doeu-se.
O que não vivi, morreu-se.
O que adiei, adeus-se.

A concha


File:English Ivy Hedera helix Red Brick Wall 2892px.jpg

A minha casa é concha. Como os bichos
Segreguei-a de mim com paciência:
Fechada de marés, a sonhos e a lixos,
O horto e os muros só areia e ausência.

Minha casa sou eu e os meus caprichos.
O orgulho carregado de inocência
Se às vezes dá uma varanda, vence-a
O sal que os santos esboroou nos nichos.

E telhadosa de vidro, e escadarias
Frágeis, cobertas de hera, oh bronze falso!
Lareira aberta pelo vento, as salas frias.

A minha casa... Mas é outra a história:
Sou eu ao vento e à chuva, aqui descalço,
Sentado numa pedra de memória.

Vitorino Nemésio



1 de janeiro de 2010

festas de final de ano

Almoço - dia 25
Almoço de natal


Gabriel - Ano Novo