30 de abril de 2009


Curioso este bizcocho con forma de fractal , para golosos matematicos.

Aqui podeis seguir las instrucciones de como hacerlo

Fonte : Lo interesante

29 de abril de 2009

http://www.achetudoeregiao.com.br/animais/gif_animal/melro.jpg

Há um melro que faz
o ninho na minha memória.
Ouço-o agora.
Canta a flor das giestas
e da cerejeira.
Traz, emoldurados no bico,
os meus dezoito anos.

Albano Martins

Wave

Vou te contar
Os olhos já não podem ver
Coisas que só o coração pode entender
Fundamental é mesmo o amor
É impossível ser feliz sozinho...

O resto é mar
É tudo que não sei contar
São coisas lindas que eu tenho pra te dar
Vem de mansinho à brisa e me diz
É impossível ser feliz sozinho...

Da primeira vez era a cidade
Da segunda o cais e a eternidade...

Agora eu já sei
Da onda que se ergueu no mar
E das estrelas que esquecemos de contar
O amor se deixa surpreender
Enquanto a noite vem nos envolver...

Vou te contar...

Composição: Tom Jobim


27 de abril de 2009

O que mata um jardim

O que mata um jardim
Não é mesmo alguma
ausência nem o abandono...
O que mata um jardim
É esse olhar vazio
de quem por ele passa
indiferente.

Mario Quintana
Que gravata sensacional

http://www.lorenzo-cana.com/krawatten/bi/12/12007kn2.jpg

Lá vem o homem da gravata florida
Meu Deus do céu... que gravata mais linda
Que gravata sensacional
Olha os detalhes da gravata...
Que combinação de côres
Que perfeição tropical
Olha que rosa lindo
Azul turquesa se desfolhando
Sob os singelos cravos

E as margaridas, margaridas
De amores com jasmim
Isso não é só uma gravata
Essa gravata é o relatório
De harmonia de coisas belas
É um jardim suspenso
Dependurado no pescoço
De um homem simpático e feliz
Feliz, feliz porque... com aquela gravata

Qualquer homem feio, qualquer homem feio
Vira príncipe, simpático, simpático, simpático
Porque... com aquela gravata
Êle é esperado e bem chegado
É adorado em qualquer lugar
Por onde ele passa nascem flores e amores
Com uma gravata florida singela
Como essa, linda de viver
Até eu, até eu, até eu, até eu, até eu,...


Jorge Ben Jor


26 de abril de 2009


CANTADA,


Caso contigo, Carmela,
caso cumpras condição.
Cobrarei casa, comida,
cama, cavalo, canção,
carinho, cobres, cachaça,
carnaval camaradão,
casino (com conta certa)
cerveja, coleira e cão,
chevrolé cinco cilindros,
canja e consideração,
calista, cabeleireiro,
cinema, calefação,
chá, café, confeitaria,
chocolate, chimarrão,
casemira - cinco cortes,
cada compra - comissão,
conforto, comodidades,
cachimbo, calma… caixão.

Convém-te, cara Carmela?
Cherubim!… Consolação!…

(Caso contrário, cabaças!,
casarei com Conceição.)


Caso contigo, Carmela,
correndo, com coração!…


—————————–


Chega. Caceteei? Consola-te:
Concluí.
Com cordial, comovido:

Colega, constante camarada,
a) J. Guimarães Rosa
(Cônsul, Capitão, Clínico conceituado.)

João Guimarães Rosa



Aqueles que passam por nós,
não vão sós, não nos deixam sós.
Deixam um pouco de si,
levam um pouco de nós.
.
Antoine de Saint-Exupéry

25 de abril de 2009

Olhai para os lírios
Lírio vermelho
Lirios
LíriosAlinhar à esquerdaLírio Amarelo

Olhai para os lírios do campo, como eles crescem; não trabalham nem fiam; e eu vos digo que nem mesmo Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles.

Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe, e amanhã é lançada no forno, não vos vestirá muito mais a vós, homens de pouca fé?”

Os Lírios
Lírios rosa

Certa madrugada fria
irei de cabelos soltos
ver como crescem os lírios.


Quero saber como crescem
simples e belos - perfeitos! -
ao abandono dos campos.


Antes que o sol apareça
neblina rompe neblina
com vestes brancas, irei.


Irei no maior sigilo
para que ninguém perceba
contendo a respiração.


Sobre a terra muito fria
dobrando meus frios joelhos
farei pergunta à terra.


Depois de ouvir-lhe o segredo
deitada entre lírios
adormecerei tranquila.


Henriqueta Lisboa
* Lambari, MG. - 15 de Julho de 1904
+ Belo Horizonte, MG. - 9 de Outubro de 1985

24 de abril de 2009


Epigrama nº 2

http://www.marinha-grande.com/blog/tempo.jpg

És precária e veloz, Felicidade.
Custas a vir, e, quando vens, não te demoras.
Fôste tu que ensinaste aos homens que havia tempo,
e, para te medir, se inventaram as horas.

Felicidade, és coisa estranha e dolorosa.
Fizeste para sempre a vida ficar triste:
porque um dia se vê que as horas tôdas passam,
e um tempo, despovoado e profundo, persiste.

Cecilia Meireles
Epigrama nº 11

* PRA NÃO DIZER QUE NÃO FALEI DAS FLORES * por P. B.
“A ventania misteriosa
passou na árvore cor-de-rosa
e sacudiu-a como um véu
um largo véu na sua mão.
Foram-se os pássaros para o céu
mas as flores ficaram no chão.”

Cecília Meireles

23 de abril de 2009

As Cores de Abril

http://www.luigi_porpetoni.blogger.com.br/Girassois_na_Noite.JPG

Composição: Toquinho / Vinicius de Moraes


As cores de abril
Os ares de anil
O mundo se abriu em flor
E pássaros mil
Nas flores de abril
Voando e fazendo amor

O canto gentil
De quem bem te viu
Num pranto desolador
Não chora, me ouviu
Que as cores de abril
Não querem saber de dor

Olha quanta beleza
Tudo é pura visão
E a natureza transforma a vida em canção

Sou eu, o poeta, quem diz
Vai e canta, meu irmão
Ser feliz é viver morto de paixão



22 de abril de 2009

22 de abril - Descobrimento do Brasil




Em 22 de abril de 1500 chegava ao Brasil 13 caravelas portuguesas lideradas pelo português Pedro Alvares Cabral. A primeira vista, eles acreditavam tratar-se de um grande monte, e chamaram-no de Monte Pascoal. No dia 26 de abril, foi celebrada a primeira missa no Brasil.

Após deixarem o local em direção à Índia, Cabral, na incerteza se a terra descoberta tratava-se de um continente ou de uma grande ilha, alterou o nome para Ilha de Vera Cruz. Após exploração realizada por outras expedições portuguesas, foi descoberto tratar-se realmente de um continente, e novamente o nome foi alterado. A nova terra passou a ser chamada de Terra de Santa Cruz. Somente depois da descoberta do pau-brasil, ocorrida no ano de 1511, nosso país passou a ser chamado pelo nome que conhecemos hoje: Brasil.

E por quê Brasil?
Por conta de uma arvore abundante na região cuja madeira vermelha lembrava brasa.

Flor do Pau Brasil

Flor do Pau Brasil
Foto : wikipedia.org

Pau Brasil

http://chermontlopolis.files.wordpress.com/2006/08/pau-brasil.jpg
Aprendi no primeiro ano de escola:

Ai, ai, ai era 22 de abril
Cabral descobriu o meu Brasil

D. Manoel Venturoso
era rei de Portugal
Mandou ir à India
Pedro Alvares Cabral.

Me dizem agora que está tudo errado! Essa visão do "descobrimento" é eurocêntrica....
e que Vicente Pinzón ja teria aportado por aqui no mês de janeiro do mesmo ano...
Ah, deixa como está....o que aprendemos na infância passa a ser verdade inconteste, ainda mais quando a professora se chama VERA.


Fragilidade Vs Força

http://temasdepsicologia.files.wordpress.com/2008/01/maos.jpg

Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa.
Mateus 5:38-40

Dar a outra face não é sinônimo de fragilidade, mas de força.
Não é sinônimo de estupidez, mas de lucidez.
Dar a outra face é um símbolo de maturidade e força interior.
Não se refere à face física, mas à psíquica.
Dar a outra face é procurar fazer o bem a quem nos decepciona, é ter elegância para elogiar quem nos difama, altruísmo para ser gentil com quem nos aborrece.
É sair silenciosamente e sem estardalhaço da linha de fogo dos que nos agridem.
Dar a outra face previne homicídios, traumas, cicatrizes impagáveis.
Os fracos vingam-se, os fortes protegem-se.

Augusto Cury - O Vendedor de Sonhos



19 de abril de 2009

Todo Dia Era Dia de Índio

Alinhar ao centro


Curumim,chama Cunhatã
Que eu vou contar

Curumim,chama Cunhatã
Que eu vou contar

Todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Curumim,Cunhatã
Cunhatã,Curumim

Antes que o homem aqui chegasse
Às Terras Brasileiras
Eram habitadas e amadas
Por mais de 3 milhões de índios
Proprietários felizes
Da Terra Brasilis

Pois todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Mas agora eles só tem
O dia 19 de Abril

Mas agora eles só tem
O dia 19 de Abril

Amantes da natureza
Eles são incapazes
Com certeza
De maltratar uma fêmea
Ou de poluir o rio e o mar

Preservando o equilíbrio ecológico
Da terra,fauna e flora

Pois em sua glória,o índio
É o exemplo puro e perfeito
Próximo da harmonia
Da fraternidade e da alegria

Da alegria de viver!
Da alegria de viver!

E no entanto,hoje
O seu canto triste
É o lamento de uma raça que já foi muito feliz
Pois antigamente

Todo dia era dia de índio
Todo dia era dia de índio

Curumim,Cunhatã
Cunhatã,Curumim

Terêrê,oh yeah!
Terêreê,oh!Alinhar ao centro

Composição: Jorge Ben


19 de abril - Dia do Indio

http://www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/indios-brasileiros/imagens/indios-brasileiros-13.jpg
Foto: Ricardo Stuckert

http://www.passeiweb.com/na_ponta_lingua/sala_de_aula/historia/imagens/indios_brasil_2.jpg


http://byfiles.storage.live.com/y1p0jUQI_901b1qD7kSAbh2oiFsAcQyjKh_JM9i3HS-iBSRC4L0Iy9OG5neF74iot25GXNBiZnQLk8

http://www.pime.org.br/pimenet/imagens/mmnov2003-f28a.jpg

fonte: ursasentada.blogspot.com/2005/09/os-instrumen.

http://www.overmundo.com.br/_banco/multiplas/1218868921_pataxo.jpg

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.overmundo.com.br/_

Quando a Chuva Passar

http://2.bp.blogspot.com/_ERqLLRutqIE/R0ZCBS10giI/AAAAAAAAAhY/ni43rG6P-j8/s400/%23%23%23%23GOTAS.gif

Composição: Ramón Cruz


Pra que falar?
Se você não quer me ouvir
Fugir agora não resolve nada...

Mas não vou chorar
Se você quiser partir
Às vezes a distância ajuda
E essa tempestade
Um dia vai acabar...

Só quero te lembrar
De quando a gente
Andava nas estrelas
Nas horas lindas
Que passamos juntos...

A gente só queria amar e amar
E hoje eu tenho certeza
A nossa história não
Termina agora
Pois essa tempestade
Um dia vai acabar...

(Refrão)
Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela
E veja: Eu sou o Sol...
Eu sou céu e mar
Eu sou seu e fim
E o meu amor é imensidão...

Só quero te lembrar
De quando a gente
Andava nas estrelas
Nas horas lindas
Que passamos juntos...

A gente só queria amar e amar
E hoje eu tenho certeza
A nossa história
Não termina agora
Pois essa tempestade
Um dia vai acabar...


17 de abril de 2009


“Pode o cão ladrar contra todos, mas não pode morder senão os que dele se aproximam.”
Santo Agostinho.

Poetrix



A gaveta da alegria
já está cheia
de ficar vazia
.

Alice Ruiz

Brincar....

Heráclito: " O homem brinca apenas se realmente for Humano,
ele só é inteiramente humano se brincar"


Nietzsche: "É preciso aprender a amar"



Camus: " A felicidade e o absurdo são dois filhos da mesma terra. São inseparáveis".



16 de abril de 2009

HOMENAGEM À GENIALIDADE

A vida é maravilhosa se não se tem medo dela.

"A beleza
é a única coisa
preciosa na vida.
É difícil encontrá-la
Mas quem consegue,
descobre tudo."



Imagem: www.casadobruxo.com.br/ilustres/chaplin.htm

http://www.dialogos-impertinentes.blogger.com.br/10045086%20Charles%20Chaplin%20with%20Dog.jpg

A beleza é a única coisa preciosa na vida. É difícil encontrá-la - mas quem consegue descobre tudo.

Creio no riso e nas lágrimas como antídotos contra o ódio e o terror.


A única coisa tão inevitavel quanto a morte é a vida.

Charles Chaplin
*******************************************

Charles Chaplin -

Charles Spencer Chaplin ( ator) nasceu no dia 16 de abril de 1889 , em um subúrbio de Londres. Sua mãe, Lili Harley, era atriz de comédia. Seu pai, também artista do music-hall, abandonou a família quando Charles ainda era pequeno.

Os primeiros anos da vida de Chaplin se passaram em orfanatos,haja vista que sua mãe foi internada em um manicômio, e foi neles onde Chaplin encontrou todos os elementos que utilizaria mais tarde nos roteiros dos filmes que dirigiu e interpretou.

Charles era milionário aos 28 anos de idade, casou-se varias vezes com mulheres muito mais jovens que ele. Morreu num dia de natal com 88 anos.

14 de abril de 2009

Dia de Outono

http://www.ideotario.com/blog500_zzz_outono02.jpg

Senhor: é mais que tempo.
O verão foi muito intenso
Lança a tua sombra sobre
os relógios do sol
e por sobre as padrarias
desata os teus ventos

Ordena às últimas frutas
que fiquem maduras;
dá-lhes ainda uns dois dias de calor,
leva-as à completude e
não deixes de por no vinho pesado
sua última doçura.

Quem não tem casa
não a irá mais construir.
Quem está sozinho,
vai ficá-lo ainda mais.
Insone... há de ler,
escrever cartas torrenciais
e correr as aléias num inquieto ir e vir
enquanto o vento carrega
as folhas outonais.


Rainer Maria Rilke


13 de abril de 2009



A distância que você consegue percorrer na vida
depende da sua ternura para com os jovens,
compaixão pelos idosos,
solidariedade com os esforçados
e tolerância para com os fracos e os fortes,
porque chegará o dia em que você terá sido todos eles.

George Washington

Amo
- lançando-se contra moinhos de vento - gritava dom Quixote.
.
Amo
– envenenado de céus - gritava Otelo.
.
Amo
– recostado em Ossian - soluçava Werther.
.
Amo
– tremendo nas carruagens de Jasvin - repetia Vronski.
.
Amo
– separando-se de Grusenka - sonhava Dimitri Karamazov.
.
Amo
– brandindo a espada - recitava Cyrano.
.
Amo
– regressando do comício - sussurrava Jacques Thibault.
.
Amo
– gritaria também o herói de um romance contemporâneo,
mas o autor não lho permite.
Não está na moda.
O amor já não é contemporâneo.Alinhar ao centro


Izet Sarajlic