31 de agosto de 2008


Tocando uma flauta no vale selvagem,
Tocando canções doces e alegres,
Vi uma criança aparecer nas nuvens,
E ela me disse sorrindo:

"Toque aquela do cordeiro";
Então toquei alegremente;
"Toque de novo a canção, por favor" -
Então eu toquei, e ela chorou ao ouvir.

"Largue a flauta, essa sua flauta feliz
E cante canções que tragam alegria;
Então toquei a mesma canção,
Enquanto ela chorou de prazer, ao ouvir.

"Flautista, sente-se e escreva
Num livro para que leiam"
- Então ela desapareceu".
E eu peguei um junco oco,

E fiz uma caneta rústica,
E a mergulhei nas águas límpidas
Para escrever as felizes canções
Que toda criança aprecia tanto ouvir.

Willian Blake


Nenhum comentário:

Postar um comentário